A História da Engenharia de Proteção contra Incêndios
      Perdeu o acesso?  

Google Play

Apple Store

 

Ponto de vista

A História da Engenharia de Proteção contra Incêndios

Por Jaime A. Mocada, P.E., SFPE

Recentemente a NFPA, em colaboração com a Sociedade de Engenheiros de Proteção contra Incêndios (SFPE), publicou um livro sobre a história da engenharia de proteção contra incêndios, editado pelo engenheiro canadense Ken Richardson. O livro não somente relata a história desse ramo da engenharia, desde seu nascimento até os dias atuais, mas também identifica e descreve os indivíduos que, por suas ações, impactaram e desenvolveram a tecnologia. Às vezes nos esquecemos que são indivíduos, e não instituições e empresas, que fazem acontecer as mudanças, seja por suas brilhantes idéias, por sua tenacidade ou dedicação.

Já disse várias vezes que a engenharia de proteção contra incêndios é uma engenharia jovem, e ainda nos falta muito por aprender e percorrer, mas esse livro reúne o incrível desenvolvimento tecnológico que tem permitido que engenheiros de incêndio utilizem atualmente softwares e fórmulas empíricas como ferramentas diárias de trabalho. Não me refiro somente aos programas de cálculo hidráulico, mas também a programas mais sofisticados que nos permitem calcular a produção e desenvolvimento de fumaça em um incêndio, que nos permitem calcular o processo de evacuação de pessoas em um edifício, ou a resistência ao fogo de uma estrutura. Há ainda os que nos permitem projetar estruturas industriais levando-se em conta o impacto da radiação em uma instalação vizinha, ou os que nos permitem determinar quando (em segundos após o início do incêndio) entrará em funcionamento um sistema de detecção ou de sprinklers automáticos.

Os incêndios são uma parte importante do desenvolvimento da civilização. Entretanto, a utilidade do fogo não é parte da engenharia de proteção contra incêndios. Pelo contrário, na engenharia de proteção contra incêndios consideramos a sua força destruidora, que deve ser controlada para que nosso mundo possa continuar progredindo. Durante muitos anos esse trabalho estava circunscrito às brigadas contra incêndios, mas basicamente no último século, os engenheiros de proteção contra incêndios têm utilizado seu empenho, conhecimento e perícia para o controle do fogo destrutivo.

A história da engenharia de proteção contra incêndios se inicia na Roma antiga, onde o imperador Nero ordenou a preparação de um Código de Edificações no qual se requeria a utilização de materiais resistentes ao fogo nas paredes externas das residências. Mais tarde, no século XII em Londres, foram feitas regulamentações que requeriam a construção de paredes de pedra de 90 cm de espessura e 4,90 de altura entre edificações, com o objetivo de atuar como barreiras corta fogo.

Mas foi durante a revolução industrial na Grã-Bretanha no século XVIII, e mais tarde nos EUA, no século XIX, que mudou o semblante da engenharia de proteção contra incêndios. Nessa época teve início a construção de fábricas de vários pavimentos, grandes depósitos, edifícios altos e processos industriais perigosos, que tornaram evidente a necessidade de novas tecnologias de proteção contra incêndios. Foi na Nova Inglaterra, no final do século XIX, depois de vários incêndios espetaculares, que nasceu a NFPA, os seguros contra incêndios e a engenharia moderna de proteção contra incêndios.

O livro ao que me referi inicialmente é dedicado à memória do engenheiro Rolf H. Jensen, com quem trabalhei durante muitos anos, o principal responsável pelo fato de o engenheiro de proteção contra incêndios ser hoje parte integral das equipes de projetos de edifícios nos Estados Unidos e Canadá. Seu feito se converteu, para mim e para muitos outros ao meu redor, em um poderoso incentivo de poder conseguir, a curto prazo, uma mudança semelhante nos projetos construtivos na América Latina.

Jaime A. Moncada, PE é diretor de Internacional Fire Safety Consulting (IFSC), uma empresa de consultoria em engenharia de proteção contra incêndios com sede em Washington, DC. e escritórios na América Latina

 

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies