Incêndios noturnos

Google Play

Apple Store

 

NFPA Noticias

Incêndios noturnos

Por

Um incêndio destrói um campo de imigrantes na França e destaca os perigos que enfrentam essas instalações em todo o mundo.

Nos últimos anos, ondas de imigrantes originários da Síria, Afeganistão, Iraque e outros países fugiram de seus países devastados pela guerra em números recorde, procurando lugares de vida mais seguros em países europeus como a Grã Bretanha. No mês passado, milhares de pessoas que tinham conseguido chegar até a França correram perigo de vida quando um incêndio no meio da noite devastou um campo de imigrantes na cidade de Grande-Synthe, perto de Dunkerque, na costa norte da França.

O incêndio se declarou durante uma briga entre um migrante Afegão e um Curdo que viviam no campo densamente povoado, de acordo com o New York Times e destruiu quase todos os abrigos improvisadas do campo, deslocando seus 1500 residentes. Ninguém ficou ferido no incêndio, embora digam que centenas de pessoas desapareceram, possivelmente fugindo para destinos desconhecidos. A causa do incêndio está sendo investigada, mas os funcionários franceses têm a intenção de destruir o campo.

O campo de Grande Synthe viu crescer as tensões entre seus habitantes em novembro, quando o encerramento dum campo muito maior perto de Calais ocasionou a chegada de imigrantes afgãos, que entraram em conflito com os Curdos. Em outubro, o governo Francês decidiu evacuar e demolir o campo de Calais, conhecido com “a Selva”, que abrigava até 10000 imigrantes, a maioria tentando entrar em Grã Bretanha. A decisão causou conflitos entre a polícia e os imigrantes que recusavam abandonar o campo. Três dias depois do início da operação francesa para encerrar a Selva, os imigrantes que partiam colocaram fogo nas barracas do campo, iniciando um incêndio dum tamanho similar ao outro que os bombeiros lutaram para apagar.

Com suas barracas de madeira improvisadas, dormitórios superlotados e populações com conflitos latentes, os campos de imigrantes ou refugiados estão sujeitos a incêndios catastróficos – e não estão apenas na Europa. Em 2014, Operation Florian, uma organização beneficente britânica que ensina a segurança contra incêndio e proporciona equipamento de combate a incêndio a países menos desenvolvidos, realizou estudos de campo para a redução de riscos para esse tipo de ambientes no Quênia e na Tailândia. De acordo com sua página web, operationflorian.com, estão levando a cabo um estudo da questão. –Angelo Verzoni

QUEIMA GRANDE

Os habitantes do campo de migrantes de Grande-Smythe no norte da França observam os restos fumegantes das instalações após um incêndio que destruiu a maior parte do campo, deslocando por volta de 1500 residentes.

Share

Mais Notícias

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies