Barril de Pólvora

Google Play

Apple Store

 

NFPA Noticias

Barril de Pólvora

Por

Uma explosão num mercado de fogos de artifício perto da Cidade de México mata dezenas de pessoas e renova os apelos para uma regulamentação contra incêndios coerente.

Nas mãos de profissionais, os fogos de artifício podem ser uma fonte de alegria. Mas eles podem também representar uma ameaça grave à vida, como ficou demonstrado em dezembro quando uma série de explosões massivas num mercado de fogos de artifício em México matou pelo menos 39 pessoas e feriu dezenas. Até 31 de janeiro a causa da explosão ainda estava sendo investigada. A explosão ocorreu no mercado de fogos artificiais de San Pablito, localizado na cidade de Tultepec, a aproximadamente 20 milhas ao norte da Cidade de México. O grande mercado ao ar livre tem uma história de explosões. Em 2005, um cliente que tentava testar um produto desencadeou uma explosão que feriu mais de 120 pessoas. Um ano mais tarde, depois da reconstrução do mercado, outra explosão destruiu quase todas as barracas. Ocorreram também explosões menores. Ironicamente, apenas uma semana antes da explosão de dezembro a cidade tinha publicado uma declaração onde o diretor geral do Instituto Mexicano de Pirotecnia afirmava que o mercado de San Pablito era o mais seguro da América Latina.

Apesar desses incidentes, o mercado ainda é popular. Usualmente o mercado têm 300 vendedores organizados num terreno de cinco acres, de acordo com Antonio Macias, representante da NFPA para a América Latina e o Caribe baseado na Cidade de México, e por volta de 1000 clientes estão visitando as barracas a todo o momento. Em setembro, mais de 600,000 libras de pólvora preta foram vendidas a San Pablito e se projeta pelo menos o dobro para dezembro. O negócio floresce no meio do perigo, disse Macias, porque Tultepec orgulha-se de sua longa história fabricando os fogos de artifício considerados como os melhores do país. "É um modo de vida para eles", disse Macias.

Explosões como as de San Pablito são comuns em todo o México e Macias disse que espera que o país adote o NFPA 1, Código de Prevenção de Incêndios, como código nacional para ajudar a combater o problema. "Seria um grande passo para organizar o sistema de prevenção de incêndio no México," ele disse. Os 32 estados do México têm regulamentos incoerentes relacionados à proteção contra incêndios, disse Macias, e há uma falta geral de conhecimento e formação sobre a segurança contra incêndio.

Macias enviou cópias das normas da NFPA aos oficiais federais e locais que serão responsáveis pela reconstrução do mercado de San Pablito e ele é otimista quanto à possibilidade que a cidade reconstrua o mercado com o incêndio e a segurança de vida como prioridades. – Angelo Verzoni

Share

Mais Notícias

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies