Uma vez mais, queimados

Google Play

Apple Store

 

NFPA Noticias

Uma vez mais, queimados

Por

Incêndios repetidos em grandes complexos residenciais de New Jersey levantam perguntas sobre práticas de construção seguras, construção leve e mais.

Por Angelo Verzoni

Nas primeiras horas do dia 4 de fevereiro, um incêndio destruiu por volta da metade das unidades dum complexo de apartamentos de quatro andares e 235 unidades que a incorporadora AvalonBay estava construindo em Maplewood, Nova Jersey. Nenhuma das unidades estava ocupada e não houve danos às pessoas, mas os danos a propriedade chegarão provavelmente às dezenas de milhões de dólares.

O incêndio foi notável pelo tamanho e os danos que provocou, mas toma uma nova dimensão considerando que a mesma companhia sofreu um incêndio devastador em outra propriedade apenas dois anos antes. Em janeiro 2015, um incêndio num complexo de quatro andares da AvalonBay em Edgewater, Nova Jersey, destruiu 240 das 408 unidades do complexo, resultando em 80 milhões de dólares de danos estimados e deixando mais de 500 residentes sem teto.

O último incêndio evidencia os problemas de segurança contra incêndio dos edifícios em construção. “Um edifício em construção, independentemente do material utilizado, é muito vulnerável aos incêndios já que em geral os sistemas de proteção contra incêndio não estão funcionando e o isolamento das paredes e dos tetos pode não estar instalada, deixando expostos os materiais combustíveis”, disse Robert Solomon, diretor de divisão de proteção contra incêndio dos edifícios da NFPA. “Além disso, a presença de materiais de construção armazenados torna mais aleatórias a extensão e a velocidade de crescimento do incêndio.”

en llamas nuevamente 02 port

A NFPA 241, Salvaguarda de Operações de Construção, Reforma e Demolição, inclui medidas para reduzir o risco de incêndio em edifícios em construção. Apesar de fazer referência ao NFPA1, Código de Incêndio, a NFPA 241 é uma das normas menos conhecidas e Solomon especulou que “Não está sendo muito bem aplicada ou respeitada”.

A NFPA 241 estabelece uma série de requisitos enfocados nos processos e procedimentos que deveriam ser aplicados para mitigar potenciais riscos de incêndio. A norma atribui a responsabilidade do programa de Segurança contra incêndio da obra ao proprietário do edifício. Até projetos de construção relativamente simples podem ter consequências graves quando as provisões da NFPA 241 não são aplicadas. Um incêndio que matou dois bombeiros em Boston em 2014, por exemplo, foi causado por uma alteração externa do edifício que envolvia trabalho a quente. O incêndio levou a NFPA a desenvolver um programa para o trabalho a quente para aumentar a consciência dos perigos associados a esses procedimentos.

Funcionários locais e estaduais expressaram também sua preocupação relacionada à construção em madeira engenheirada após o incêndio de Maplewood- o tipo usado na construção do complexo- especialmente quando utilizado em edifícios de mais de três andares. Os produtos de madeira leve ou engenheirada contêm resinas e colas que podem torná-los ainda mais combustíveis e estudos mostraram que podem perder sua integridade estrutural mais rapidamente que a madeira serrada tradicional quando expostos ao fogo. “Não sei se [os edifícios de mais de três andares em madeira leve] devem ser proibidos, mas certamente queremos reduzir o tamanho desses edifícios e aprimorar o nível de proteção,” disse à CBS New York Glenn Corbett, professor de ciências do incêndio e membro do Fire Code Advisory Council de Nova Jersey.
O incêndio que ocorreu dois anos atrás, iniciado por trabalhadores executando reparos num complexo ocupado, levantou perguntas sobre a NFPA 13R, Instalação de Sistemas de Sprinklers em Ocupações Residenciais Baixas e se um sistema de sprinklers pode ser considerado um sucesso quando não há perda de vidas num incêndio mas a estrutura sofre danos significativos ou é destruída. A questão foi coberta em “Este é um sucesso dos sprinklers?” um artigo da edição novembro/dezembro 2016 do NFPA Journal. O incêndio de Edgewater de 2015 foi um de vários eventos envolvendo os sistemas de sprinklers instalados de acordo com a NFPA 13R que a NFPA registrou durante a última década.
Como o incêndio mais recente de AvalonBay, o incêndio de Edgewater em 2015 causou preocupação quanto a construção em madeira leve. Após o incêndio, um legislador de Nova Jersey propôs uma proibição temporária da utilização da madeira leve em novo complexos multifamilaires em todo o estado, mas a medida não foi aprovada.

No ano 2000, o complexo de Edgewater foi destruído por um incêndio quando estava em construção. Os relatos da mídia descreveram um “Incêndio espetacular” que lançou “Torres de chamas para o céu, incendiando casas vizinhas e produzindo um resplendor brilhante visível desde Manhattan.” O complexo, avaliado em 60 milhões, ficou totalmente destruído e mais de 50 pessoas nas residências vizinhas foram deslocadas.
A AvalonBay já disse que vai reconstruir o complexo Maplewood e anunciou em finais deste ano que reconstruiria a propriedade de Edgewater acrescentando paredes corta fogo e um sistema de sprinklers aprimorado.

Share

Mais Notícias

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies