A segurança dos bombeiros

Google Play

Apple Store

 

NFPA Editorial

A segurança dos bombeiros

Por Nick Candee

A segurança no exercício da profissão é um de nossos objetivos permanentes, e isso é também uma preocupação fundamental dos muitos bombeiros filiados à NFPA. Por essa razão, a tragédia ocorrida em Nova York, em 11 de setembro passado, constituiu um duro golpe para toda nossa comunidade.

Como disse Jeff Godfredson, Diretor de Operações da NFPA para a região Ásia-Pacífico, e ex-comandante de bombeiros de Melbourne, Austrália, enquanto observava o colapso das Torres Gêmeas pela televisão, "Senti-me morrendo 100 vezes. Nenhum comandante hesitaria em enviar sua equipe para dentros dos edifícios." Não hesitaria até aquele dia.

Até então nunca alguém havia lançado 100.000 litros de combustível de aviação a 800 km/h de encontro a um edifício. Após a tragédia, os comandantes de operações de emergência deverão pensar de forma diferente durante ocorrências em edifícios altos. Devem atacar o fogo ou devem retirar-se?

À medida que mais e mais cidades dos Estados Unidos constroem edifícios cada vez mais altos, aumenta a preocupação pela segurança dos bombeiros que combatem esses tipos de incêndios. Para garantir sua integridade física, é fundamental a adoção e o cumprimento de normas e códigos efetivos de proteção contra incêndio, como os que desenvolve a NFPA, que exigem saídas adequadas, alarmes de incêndios, sprinklers, bombas de incêndio, hidrantes internos e os demais equipamentos de extinção que compõe os sistemas ativos de proteção. As autoridades e os bombeiros devem seguir trabalhando conjuntamente para construir um mundo mais seguro.

 

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies