Auditoria elétrica

Google Play

Apple Store

 

Perspectiva Regional

Auditoria elétrica

Por Ronaldo López Serrazina

A melhor ferramenta para a avaliação dos programas de segurança elétrica bem-sucedidos

As auditorias elétricas constituem uma prática habitual nas empresas ou instituições comprometidas com a segurança do seu pessoal e a confiabilidade elétrica, com vista a identificar e analisar os diversos aspectos da situação e a qualidade dos seus programas de segurança elétrica e, se for necessário, certificá-los. Essas auditorias podem ser realizadas para avaliar o avanço de um programa ou no início do programa de segurança elétrica, para conhecer em detalhe a situação na qual se encontra a empresa. Essa informação resultará muito valiosa e poderá ser utilizada mais tarde como ferramenta de medição para avaliar a melhoria contínua.

 

As normas de segurança elétrica foram desenvolvidas para proteger tanto as pessoas como o equipamento e a propriedade contra os riscos que surgem do uso da eletricidade. Para alcançar esse objetivo, obviamente essas normas devem ser cumpridas. A verificação do cumprimento, por meio das auditorias dos programas de segurança elétrica realizadas por auditores elétricos qualificados e bem treinados, contribui a segurança dos equipamentos e o bem-estar das pessoas.

A importância das auditorias elétricas realizadas por pessoal qualificado tem sido minimizada por aqueles que possuem um conhecimento limitado da eletricidade ou desses programas de segurança. A auditoria adequada de um programa de segurança elétrica requer muito mais conhecimento, habilidade e discernimento do que as pessoas usualmente pensam. Um auditor elétrico não só precisa conhecer as normas elétricas e ter uma compreensão adequada da teoria e da prática elétrica, como também deve ser perito na aplicação das técnicas necessárias para realizar auditorias elétricas exatas. Saber como realizar uma auditoria elétrica em um programa novo, bem como em um existente, é uma habilidade que se aprimora com o tempo e que resulta do estudo e da prática desenvolvida durante anos de experiência.

Auditorias elétricas de acordo com a normativa NFPA
As auditorias são essenciais ao desenvolvimento de programas bem-sucedidos de segurança elétrica que têm como base as normas NFPA 70B, Prática Recomendada para a Manutenção dos Equipamentos Elétricos, NFPA 70E, Norma para a Segurança Elétrica nos Locais de Trabalho, e as boas práticas de segurança elétrica que empresas de qualidade vão recompilando durante as assessorias realizadas a empresas de diversas atividades produtivas. Entre as ferramentas utilizadas por empresas qualificadas para esse tipo de auditorias, deve-se contar com um minucioso manual de auditorias que se adapte à realidade e aos requisitos de cada empresa em particular. Dentro das áreas que esse manual de auditorias toma em conta, consideram-se, entre outras, as seguintes:

  • Procedimentos de segurança
  • Documentação do sistema elétrico, esquemas unifilares, estudos de curto-circuito, coordenação de proteções, arco elétrico, etc.
  • Equipamento elétrico em geral e instalações elétricas
  • Políticas e registros de manutenção
  • Programas dos diferentes tipos de manutenção
  • Programas e cumprimento da capacitação do pessoal eletricista
  • Relação de elementos de segurança: Equipamento de Proteção Individual (EPI), ferramentas e equipamento de prova
  • Procedimentos e/ou instruções de atenção e/ou manutenção dos equipamentos elétricos
  • Registros de incidentes e/ou acidentes elétricos
  • Registros de falhas elétricas
  • Subestações/Casotas de controle/Geradores/Aparelhos de conexão (Switchgears) - CCMs.
  • Instalações gerais
  • Motores e outros equipamentos (motores, cabos e dutos, manutenção, operação de acordo com o projeto, limpeza)
  • Procedimentos de segurança
  • Equipamentos de segurança
  • Dispositivos de advertência
  • Estações de baterias
  • Documentação
  • Registros de manutenção
  • Capacitação do pessoal eletricista

Os procedimentos de auditoria elétrica incluem muito mais que uma simples observação dos programas a auditar. A familiarização com o local, por meio da análise de toda a informação disponibilizada pela empresa a auditar como planos, procedimentos de trabalho, pautas de manutenção e outros que ajudam os auditores a se prepararem para melhor realizar a auditoria, permite identificar as áreas importantes das instalações e estabelecer as pautas de inspeção adequadas de acordo com a solicitação do auditado.

Objetivos das auditorias elétricas
Os objetivos fixados pela empresa no momento de solicitar a auditoria do seu programa de segurança elétrica são os seguintes:

  • Verificar de forma objetiva e documentada o cumprimento da legislação nacional vigente e dos compromissos assumidos pela empresa e os especificados nas normas NFPA 70B e 70E, de acordo com o estabelecido em relação à prevenção dos riscos elétricos.
  • Identificação e avaliação de todas as falhas de conformidade em relação à prevenção de riscos elétricos para o pessoal, os equipamentos e a perda de confiabilidade dos processos.
  • Projetar e confeccionar a estratégia e a metodologia para a implementação de um plano de prevenção dos riscos elétricos em toda a empresa, que considerem, entre outras: ferramentas, capacitação, comunicação interna, folhetos, trípticos, vídeos, etc.

Essas auditorias, ao considerar a norma NFPA 79B, permitem também:

  • Determinar as ações de melhoria necessárias para alcançar um sistema de manutenção que integre aspectos como: confiabilidade elétrica, segurança elétrica, informação de manutenção e procedimentos recomendados para a manutenção.
  • Identificar os riscos associados a deficiências na manutenção detectadas durante a execução da auditoria.

Metodologia
As auditorias elétricas constituem a base para desenvolver um programa integral de segurança elétrica que permita evitar a ocorrência de acidentes por causa de ou ocasionada pela energia elétrica. Para isso as auditorias elétricas se dividem em três grandes fases, que são:

  • Atividades de pré-auditoria e análise da informação existente
  • Atividades de auditoria in situ
  • Estratégia de implementação

Atividades de pré-auditoria
Com as atividades de pré-auditoria, busca-se o envolvimento e a participação ativa de todos os níveis hierárquicos da empresa, partindo da direção e seu nível de gestão. Além disso, por meio dessas reuniões, a empresa estará constantemente informada acerca dos trabalhos relativos ao Programa de Prevenção de Riscos e Manutenção Elétrica.

As atividades de pré-auditoria desempenham um papel fundamental em todo o processo, uma vez que é nessa etapa que a equipe de auditoria deve receber a informação pertinente por parte da empresa a auditar, definir as responsabilidades inerentes às auditorias e confeccionar as listas de verificação de acordo com as instalações e as normas a auditar.

Deve-se analisar a informação existente na empresa em relação aos planos, autorizações, certificações, manutenção, procedimentos e tudo aquilo que esteja relacionado com os trabalhos, as instalações e os equipamentos elétricos. Em geral, se analisam os antecedentes disponíveis que possam ser úteis para avaliar o programa de segurança.

Visitas de campo e auditorias
Depois de ver os antecedentes entregues pela empresa a auditar, os consultores desenvolvem uma análise independente, fazendo referência a todos os aspectos que constituem um bom Programa de Prevenção de Riscos e Manutenção Elétrica. Nesse sentido, sublinha-se que as visitas ao terreno e as auditorias estarão orientadas ao desenvolvimento de uma avaliação profunda das atividades que se realizam e que, de certa forma, poderiam estar comprometendo o bom desempenho em relação à segurança elétrica.

Por meio das visitas ao terreno e das auditorias, complementa-se a informação entregue pela empresa, de tal maneira que os dados e antecedentes iniciais constituam um ponto de partida no qual vai se basear o Programa de Prevenção de Riscos Elétricos.

Ao finalizar cada auditoria in situ, entrega-se um relatório com todos os desvios do programa que se tenham detectado, e se as empresas assim o requerem, estratégias de implementação para cada um desses desvios. A informação vai mostrar a forma em que funciona o programa, apresentar as melhorias recomendadas e a proposta de um programa de implementação exaustivo.

Estratégia de implementação
A elaboração de um programa de atividades bem projetado permitirá a empresa materializar um Programa de Prevenção de Riscos e Manutenção bem-sucedido. Para esse fim, é necessário validar o programa com a gerência com vista a obter os recursos. Além disso, é necessário planificar as atividades identificando em cada caso os recursos humanos e financeiros necessários para levá-los a cabo. Para a sua implementação efetiva é necessário gerar o compromisso dos participantes e desenvolver capacidades técnicas relativas à prevenção dos riscos elétricos, tanto no âmbito corporativo como entre os responsáveis das linhas de processo. Para obtê-lo, é necessário gerar um programa de capacitação que permita ter uma retroalimentação da sua efetividade.

Benefícios da auditoria elétrica
As auditorias elétricas ajudam os diretores das empresas a otimizar os seus sistemas. Para incentivar a excelência operativa é necessário ir além da simples auditoria convencional e trabalhar com audácia na busca de soluções aos problemas que essas auditorias detectam. É nesse aspecto, onde outros normalmente falham.

Uma auditoria elétrica realizada por profissionais ajuda a definir os problemas que estão afetando os programas de segurança e manutenção, e isso será justamente o que permite desenvolver as soluções.

  • Melhora a segurança das pessoas e dos equipamentos e/ou das instalações
  • Realizar uma auditoria elétrica de forma oportuna permite detectar ações e/ou condições inseguras     para as pessoas, bem como possíveis pontos de falha nos equipamentos.
  • Reduz os custos operativos
    Em todas as auditorias, o objetivo é reduzir os incidentes não desejados. A sua implementação permite reduzir os custos operativos, uma vez que a metodologia baseia-se nas normas NFPA 70E, e NFPA 70B. Quer dizer: “Segurança e manutenção de equipamentos e/ou sistemas elétricos críticos”.
  • Melhora a produtividade
    Uma auditoria detalhada do sistema elétrico pode melhorar de maneira espetacular a produtividade de toda a sua empresa, uma vez que diminui as paralisações não desejadas, ao avaliar os programas de manutenção e sua aplicação diretamente no campo.
  • Minimiza ou elimina os custos
    O conhecimento dos fatos elimina as especificações onerosas e as compras baseadas em “conjeturas”.

Se a empresa está prestes a submeter-se a uma expansão, comprar novo EPI, contratar capacitação ou implementar novos programas de manutenção, uma auditoria pode ajudar a extrair mais rendimento dos sistemas existentes; demorando, dessa forma, na necessidade de comprar ou contratar. Além disso, a auditoria pode ajudar a determinar exatamente o tamanho correto dos componentes, equipamentos ou EPI, em vez de adquiri-los em grande quantidade. E isso, vai-lhe poupar muito dinheiro!

Ronaldo Lopez Serrazina é engenheiro profissional, diretor da NFPA 70E Information para América Latina e auditor líder de programas de segurança e confiabilidade elétrica. É também conferencista, instrutor e consultor da norma NFPA 70B.

 

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies