Derramamento químico e Barreiras de Água para Contenção de Incêndios
      Perdeu o acesso?  

 

Artigo selecionado

Derramamento químico e Barreiras de Água para Contenção de Incêndios

Por G. Edward Bilger

A armazenagem de materiais perigosos recebe uma atenção cada vez maior. Enquanto a contenção e o controlo desses materiais são críticos, manter uma alta produtividade no atual ambiente competitivo é também primordial. Todas as instalações que manejam materiais perigosos devem encarar o mesmo problema da contenção dos derramamentos químicos e do escoamento da água das mangueiras de incêndio para proteger as instalações, as propriedades vizinhas e o ambiente. A redução do risco deve ser implementada de maneira a não afetar a produtividade.

 

COMPARAÇAO DE SISTEMAS

Rampas:

containment 200x

Tipo: Rampas de betão
Instalação: Por empreiteiro
Custo Inicial: Baixo
Custo de Longo Prazo: Alto
Vantagens: A prova de falha, custo Inicial Baixo, Ensaios não requeridos
Inconvenientes: Perda de valioso espaço em superfície, desgaste de empilhadeiras, Segurança, Produtividade reduzida.
Estrutura existente (retrofit): Caro, destrutivo.
Ensaios: Não requeridos

Sistemas de contenção embutidos no chão:

containment 200xx

Tipo: Mecânico
Instalação: Por empreiteiro
Custo inicial: Alto
Custo de longo prazo: Baixo
Vantagens: Espaço em superfície limitado, não tem impacto na produtividade
Inconveniente: Requer um poço no chão, não tem alarme sonora, não está conectado aos alarmes do edifício, Restrições de peso, Desgaste pelo transito, Pontos de coleta para líquidos e resíduos, Difícil de ensaiar, Não se pode ajustar a velocidade de fecho.
Estrutura existente (retrofit): Destrutivo.
Ensaios: água no poço

Sistema de contenção acima do chão:

containment 200xxx

Tipo: Pneumático
Instalação: Pelo vendedor
Custo inicial: Alto
Custo de longo prazo: Baixo
Vantagens: Espaço em superfície limitado, não tem impacto na produtividade, Meios múltiplos de ativação, ativado por sistemas de espuma, Alarme sonoro, Não ha desgaste, Ensaios simples, Controlo da velocidade de fecho.
Inconvenientes: Requer ar comprimido
Estrutura existente (retrofit): ---
Ensaio: Botão de chamada

Existem diferentes normas que os agentes de implementação dos códigos podem usar para exigir a instalação de sistemas de contenção. Dentre elas a NFPA 30, Código dos Líquidos Inflamáveis e Combustíveis, que invoca meios apropriados de prevenção do escoamento dos líquidos nas áreas edificadas adjacentes durante uma emergência; o UFC60, Código Uniformizado de Incêndio, que requer a projeção de uma contenção secundária para zonas de armazenamento internas, para conter o volume do maior contentor e 20 minutos de fluxo do sistema de supressão de incêndio; e a OSHA 1910.106, Norma para Materiais Perigosos, que invoca a retenção de perdas de liquido inflamável ou combustível e de água de proteção contra incêndio em um local seguro. Na Europa, a Diretiva Seveso II tende a prevenir acidentes de grande envergadura que envolvam substancias perigosas e limitar as suas conseqüências.  

Enquanto todos queremos que as nossas fábricas e instalações cumpram com os regulamentos aplicáveis, a verdadeira meta é reduzir o risco. As barreiras de contenção fornecem um meio efetivo de restringir o fluxo de líquidos inflamáveis a uma área limitada e prevenir a propagação do fogo. Essas barreiras também ajudam a prevenir o dano causado às áreas adjacentes pelas águas quando um sistema de sprinkler se ativa e evita que os materiais perigosos e a água de incêndio contaminada atinjam as propriedades adjacentes e o ambiente.

O projeto de uma área de contenção deve ser considerado com cuidado. Com os projetos de sistemas de supressão de incêndios mudando constantemente, o volume de água para 20 minutos de fluxo deve ser cuidadosamente calculado. Isso é particularmente significativo com os sistemas de supressão precoce e resposta rápida (ESFR) e sprinklers de prateleiras. O volume de contenção, incluindo a altura da barreira, deve ser projetado e fabricado para corresponder ao fluxo requerido.

Tradicionalmente usa-se um meio-fio, um peitoril ou uma rampa na entrada da área de armazenagem para o controlo de derramamento nas áreas de armazenagem para prevenir o escoamento de material derramado para outras partes do edifício. Às vezes, usam-se valetas de drenagem, com o dreno conduzindo a um tanque de armazenagem de liquido derramado ou uma área confinada fora do edifício. Entretanto o uso de rampas levanta uma serie de questões. Uma vez que a pendente de qualquer rampa deve ser gradual, perde- se espaço de piso valioso. As rampas são também uma causa significativa de desgaste das empilhadeiras e colocam um risco de segurança para as empilhadeiras e seus operadores. Enquanto as rampas podem ser uma técnica de contenção efetiva, o custo de longo prazo é muitas vezes escondido e pode ser alto.

Quando se usam diques e muros de contenção, podem-se instalar barreiras de contenção para proporcionar aberturas no nível do chão que permitam o trafego normal de peões e empilhadeiras. Em zonas de baixa intensidade de trafego, essas barreiras podem ser manuais e ficar no lugar para assegurar um selo à prova de água. As barreiras manuais dependem de um operador de empilhadeira que levante ou faça girar a barreira em posição. Entretanto, não se pode esperar que um operador coloque uma barreira manual em posição durante um incidente. Caso aconteça um derramamento ou um incêndio, a segurança do operador vem em primeiro lugar, e ele ou ela deve rapidamente evacuar as instalações.

Em áreas de muito trafego, pode ser instalada uma barreira automática para fechar a barreira e selar a área de contenção quando se detecta um derramamento ou um fluxo de água dos sprinklers. Para assegurar um sistema de contenção à prova de falhas, a barreira automática é a melhor. Com uma barreira automática, a abertura no muro de contenção permite normalmente o transito de peões e empilhadeiras. Em caso de acidente, entretanto, a barreira fecha-se, contendo assim o derramamento.

Existem dois tipos básicos de barreiras automáticas. Uma barreira é instalada no chão, e a outra, uma barreira de tipo portão, se eleva acima do chão. Ambos os tipos podem ser efetivos.

A barreira embutida no chão é um dispositivo mecânico desenhado para permitir a passagem de empilhadeiras. Requer-se uma instalação cuidadosa para assegurar que a barreira esteja corretamente apoiada, e devem-se observar limitações de peso. Esse dispositivo é ativado quando o liquido enche o poço e ativa as molas vedantes, que selam o vão da porta criando uma força contra uma junta vedante. Tratando-se de um dispositivo mecânico, é a prova de falha sempre que mantido de forma adequada.

O dispositivo acima do chão é uma porta com ativação pneumática. Esse dispositivo se eleva acima do chão ao lado do vão da porta. Em caso de incidente, a porta baixa e uma junta veda a passagem contra o chão. A porta é mantida no lugar para garantir o fecho. O sinal para fechar esse tipo de barreira pode ser o fluxo da água dos sprinklers ou a detecção de um derramamento, onde um botão remoto pode ser usado para fechar a barreira.

As barreiras automáticas acima do chão, que são projetadas para permitir uma saída segura da área, incluem um sinal de aviso sonoro, e a velocidade de fecho das barreiras pode ser ajustada para garantir a segurança do pessoal. Um pequeno reservatório de ar assegura que a barreira seja a prova de falhas.

O desenho de ambos os estilos de barreiras automáticas requer que a barreira cada vez que se abre seja reinicializada localmente. Um operador deve inspecionar fisicamente a área de contenção antes que seja possível abrir a barreira. Essa característica permite a remoção da área de contenção de qualquer liquido antes da abertura da porta e evita que alguém abra acidentalmente a área de contenção.

As barreiras automáticas podem ser usadas em conjunção com diques para permitir que um sistema de espuma aplique espuma em uma área limitada. Isso permite a armazenagem de produtos inflamáveis em um grande armazém sem construir uma sala separada. Com o sistema de barreiras acima do chão, o fluxo de liquido na fossa vai fechar a barreira. Com o sistema de barreiras acima do chão e diques, um sinal do sistema de descarga de espuma vai causar o fecho da barreira e do selo, mantendo assim a espuma onde é necessária.

A instalação de barreiras de contenção é uma operação simples.  O pessoal de manutenção das instalações ou um empreiteiro mecânico local podem instalar barreiras manuais ou barreiras automáticas embutidas no chão. As especificações para a fossa requerida são fornecidas pelo fabricante, junto com as instruções de instalação. Para as barreiras automáticas acima do chão, o fabricante inclui a instalação como parte da proposta. Com o fornecedor fazendo a instalação, todos os ajustes e fechos são feitos adequadamente, e o pessoal local pode ser treinado completamente. Uma vez que as barreiras de contenção são montadas sobre o chão, há muito poucos transtornos nas atividades normais durante o trabalho. Para as barreiras automáticas acima do chão, as instalações deverão fornecer ar comprimido, energia elétrica, e cabeamento para os sinais. Uma vez que as barreiras acima do chão são instaladas diretamente no piso, essas barreiras podem ser uma boa escolha para instalações existentes.

As barreiras e sistemas de contenção são uma excelente maneira de proteger instalações e o meio ambiente da contaminação por derramamentos químicos ou água de extinção de incêndio contaminada sempre mantendo uma alta produtividade. As barreiras para instalações novas e existentes são projetadas para responder a muitas procuras diferentes das instalações atuais de fabrico e distribuição.

G. Edward Bilger é um engenheiro profissional reformado que trabalhou em projetos de engenharia e gestão de segurança para Monsanto, Rohm & Haas, Total and Raytheon.

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies