Superar a palavra “I”
      Perdeu o acesso?  

 

Artigo selecionado

Superar a palavra “I”

Por Ken Willete

ambulancia 620x222
Por que a NFPA pode e deve desenvolver códigos fora do âmbito do incêndio

A palavra “incêndio” pode ser dominante no nome desta associação, mas isso não significa que podemos desenvolver somente códigos e normas diretamente relacionadas ao incêndio.

Embora o “I” fale do trabalho que fazemos em prol da segurança contra incêndio no mundo inteiro, nunca nos sentimos limitados ao tema único do incêndio; nossa missão, afinal de contas, abrange o “incêndio e outros riscos”.Uma de nossas normas originais, forjada em finais dos anos 1800, lidava com as roscas das uniões das mangueiras utilizadas para fornecer água aos sistemas de sprinklers. Desde então, desenvolvemos centenas de normas que dão recomendações sobre práticas seguras em cenários industriais, comerciais, institucionais e residenciais. Documentos amplamente utilizados como a NFPA 13, Instalação de Sistemas de Sprinklers, o NFPA 70®, Código Elétrico Nacional e o NFPA 101®, Código de Proteção da Vida, são todos códigos desenvolvidos pela NFPA, mas a palavra “I” não se encontra em seus títulos.

Nosso processo permite-nos desenvolver códigos e normas que abarcam um amplo leque de setores e práticas. Esse processo é acreditado pelo American National Standards Institute (ANSI) e cada código e norma que desenvolvemos é considerado como Norma Nacional Americana devido à nossa adesão estrita as orientações do ANSI, que requerem transparência, colaboração das partes interessadas, análise pública e processo de apelações. Apesar dessa adesão estrita, e apesar de nosso currículo no desenvolvimento de normas, ainda ficam pessoas que questionam nossa capacidade de desenvolver normas em certas áreas – eles simplesmente não podem superar a palavra “I”.

Anos atrás, o Conselho de Normas da NFPA aprovou o estabelecimento dum comitê técnico sobre ambulâncias, com membros de diversos setores que incluíam um representante da National Association of State Emergency Medical Service Officials, ou NASEMSO. Apesar dessa reapresentação – e da experiência da NFPA no desenvolvimento de mais de 30 normas lidando com questões de Serviços de Emergências Médicas (SEM) – alguns funcionários resistem à idéia que a NFPA desenvolva essa norma, em parte porque muitos desses funcionários estão mais orientados para a saúde pública que para os incêndios.

Alguns desses funcionários, que licenciam as ambulâncias em seus estados, preocupavam-se com o novo documento, a NFPA 1917, Ambulâncias Motorizadas. Reconhecendo o papel essencial que desempenham esses funcionários, a NFPA trabalhou para garantir que os diretores SEM fossem ouvidos durante o processo de revisão. Contatamos a NASEMSO, apresentamo-nos para fomentar o conhecimento do processo de preparação de códigos da NFPA e distribuímos cópias gratuitas da NFPA 1917 aos diretores de Serviços de Emergências Medicas dos 50 estados. O presidente do comitê técnico da NFPA 1917 estabeleceu um grupo de trabalho dos intervenientes nos Serviços de Emergências Medicas dos estados para obter contribuições públicas sobre a Primeira Versão da edição 2015 da NFPA 1917.

A experiência nos ensinou que o papel dos bombeiros evoluiu de tal maneira que a provisão de serviços de emergências médicas é uma responsabilidade importante da maioria dos corpos de bombeiros. A NFPA deve desenvolver uma relação com as pessoas que regulam, utilizam, fazem aplicar e pesquisam as questões relacionadas aos SEM tratadas em nossos códigos e normas. Buscaremos sua perspetiva quando recebamos pedidos de novas normas relacionadas aos SEM e continuaremos a convidá-los a participar de nosso processo.

Essa participação será sem dúvida um indicador de nosso êxito. O mesmo acontece com a utilização da NFPA 1917 pelos diretores ao nível estadual enquanto se desenvolvem critérios aceitáveis para o projeto e a construção de ambulâncias que cumpram o processo de licenciamento do estado.

Ter a palavra “I” em nosso nome nos conecta com nossa missão de salvar vidas, assim como com os valores dos socorristas: a compaixão e a vontade de proteger todos os cidadãos, incluindo os mais vulneráveis. Somos orgulhosos de ser a Associação Nacional de Proteção contra Incêndios e de responder às necessidades em constante transformação dos socorristas Americanos.

Ken Willette é diretor de divisão da Proteção Pública contra Incêndio da NFPA.

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies