Novos riscos, nova ciência
      Perdeu o acesso?  

 

Artigo selecionado

Novos riscos, nova ciência

Por Kathleen H. Almand, P.E., FSFPE

 Como a pesquisa emergente poderia influenciar 

 

novas tácticas de combate aos incêndios residenciais

NuevosRiesgosNuevaCiencia

Em setembro, o Urban Fire Forum da NFPA publicou uma declaração chamada “Comportamento dos Incêndios e Considerações Táticas”. A declaração foi elaborada reconhecendo o fato que, à medida que os métodos e materiais de construção das estruturas modernas mudam, as tácticas dos bombeiros devem mudar com eles. Já não podemos nos apoiar em décadas de experiência acumulada par guiar essa mudança – em lugar disso, devemos analisar a ciência subjacente para entender os novos riscos e adaptar nossas tácticas de combate a incêndio para enfrentá-los.

Eu tomo essa declaração como um desafio para a Fundação de Pesquisa para a Proteção Contra Incêndio. Uma parte essencial de nossa missão é aprimorar as bases técnicas dos códigos e normas da NFPA incluindo documentos concebidos para dar assistência ao pessoal de emergência. Ao longo dos últimos anos, a Fundação executou muitos projetos em colaboração com os bombeiros e a comunidade acadêmica, concebidos para influenciar essas normas. Esses projetos forneceram informação necessária sobre sistemas de segurança por alerta individual, aparelhos de respiração para os bombeiros, equipamento de proteção individual e muitos outros recursos concebidos para tornar o ambiente da resposta de emergência mais seguro.

Mas o que acontece com a tática?  A estrela mais brilhante de nosso portfólio sobre o assunto é uma pesquisa, realizada nos últimos dois anos, em apoio ao treinamento do pessoal de emergência para incidentes com veículos elétricos que envolvem baterias de lítio-íon. Os novos riscos que esses carros apresentavam exigiam uma nova análise das tácticas a aplicar em incidentes que envolviam incêndios e resultou em orientações e treinamento associado para um combate a incêndio seguro. Neste caso, nosso trabalho proporcionou informação para um manual de resposta de emergência amplamente difundido e para o treinamento em salas de aulas e online associado ao manual.

Além de nosso trabalho com os veículos elétricos, realizamos um estudo em 2007 que explorava as melhores práticas de rescaldo na cena do incêndio, incluindo uma pesquisa abrangente dessas tácticas enfocada no uso de aparelhos de respiração. Em 2009, colaboramos com o Instituto Nacional de Normas e Tecnologia (NIST, da sigla em inglês) junto com o Departamento de Bombeiros da Cidade de Nova Iorque e a Polytechnic School of Engineering da Universidade de Nova Iorque, para explorar o fenômeno dos incêndios impulsionados pelo vento em edifícios altos e desenvolver tácticas e equipamento que permitam o combate a incêndio nesse ambiente desafiante. Mais recentemente, em colaboração com a Universidade de Arizona, lançamos um projeto explorando a utilização de crowdsourcing para desenvolver procedimentos operacionais padrão para o combate aos incêndios em veículos elétricos.

A última chamada para ação do Urban Fire Forum promete aproveitar todos nossos conhecimentos acumulados sobre as táticas de combate a incêndio. Existe um corpo cada vez maior de trabalho de pesquisa, realizado pelo Underwriters Laboratory, o NIST e outros, que indica que devemos de fato repensar o combate a incêndio na aplicação mais difundida, a casa uni familiar. As configurações, materiais e conteúdos das casas modernas podem conduzir à combustão súbita generalizada muito mais rapidamente, apresentando aos bombeiros cenários de incêndio muito mais desafiantes e precisando de uma nova análise da táctica utilizada nessas situações. Existe uma consciência cada vez maior por parte dos bombeiros que seus procedimentos de operação padrão devem evoluir para corresponder a essas condições. Foi submetido recentemente um pedido, que está atualmente em análise, para criar um novo projeto de Comitê Técnico que lide com o enquadramento básico dos procedimentos e orientações para o combate a incêndio, baseado em pesquisa nova e emergente.

O resultado desse tipo de projeto poderia ajudar as pessoas que desenvolvem programas de formação a alinhar a provisão de programas e formação dirigidos aos bombeiros com um conjunto de práticas validadas.

Nesse ínterim, a Fundação assume com entusiasmo o desafio de construir uma ponte entre a ciência e a comunidade de combate a incêndio na área da táctica de combate a incêndio – uma parte essencial da missão da Fundação.

Katlheen H. Almand, P.E., FSPE, é vice-presidente de Pesquisa na NFPA e diretora executiva da Fundação de Pesquisa para Proteção contra Incêndio.

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies