Proteção extra

 

Artigo selecionado

Proteção extra

Por Angelo Verzoni

PrimeProtection

Como a Amazon garante a segurança de seus enormes armazéns contra o incêndio e outros riscos que afetam a segurança humana

Entrevista realizada e editada por Angelo Verzoni

Black Friday, o dia depois de Thanksgiving, era o dia onde os americanos invadiam os centros comerciais e as grandes lojas a procura das melhores ofertas da época das festas. Mas hoje, cada vez mais, é o dia em que as mesmas pessoas - e outras em todo o mundo – podem ficar em casa e fazer todas as compras que querem simplesmente batendo nas teclas do computador ou na tela do tablet. A principal causa disso? Amazon.com.

Em 2017, desde Thanksgiving até o Cyber Monday – a segunda feira depois de Thanksgiving, que se tornou o equivalente online do Black Friday – o gigante global do varejo online e da tecnologia disse que processou centenas de milhões de transações, sem especificar exatamente quantas. Disseram, de fato que, no Cyber Monday de 2017, foram comprados 140 milhões de itens somente de pequenas empresas – mais de 1.600 itens a cada segundo. Os números continuarão aumentando, seguramente, enquanto cada vez mais pessoas passam das lojas físicas às compras online. Alguns analistas de negócios projetaram que as vendas de Amazon, por número de itens vendidos, duplicarão até 2020 e faz anos que dão voltas rumores sobre o futuro lançamento por Amazon dum serviço de remessas completo que vai competir com UPS e FedEx num futuro próximo.

Como a companhia resolve a logística?

A resposta se encontra em grande parte em seus centros de distribuição (fulfillment centers) – grandes armazéns localizados em todo o país, que recebem, armazenam e transportam produtos diretamente até a porta do consumidor. Os produtos incluem tudo, desde livros até telefones celulares ou frascos de Lysol.

Com tanta atividade e quantidade de bens debaixo do mesmo teto, manter essas instalações seguras contra o incêndio e outros riscos para a segurança humana não é uma tarefa pequena. O NFPA Journal falou recentemente com Paul Pace, diretor de saúde e segurança ambiental da Amazon para a América do Norte, sobre os centros de distribuição da Amazon e como estão protegidos.

O que é exatamente um centro de distribuição da Amazon? Quantos existem? Têm mais em construção?

É um local onde recebemos, armazenamos e despachamos produtos diretamente para o cliente. É por isso que os chamamos “Fulfillment Center”. Levamos os produtos diretamente até a porta do cliente. Temos por volta de 150 centros de distribuição em todo mundo e 75 na América do Norte, a grande maioria nos Estados Unidos. Somos uma empresa em crescimento, então esperamos que o número de nossos centros de distribuição aumente de forma a satisfazer as necessidades de nossos clientes.

Descreva as instalações

Esses centros de distribuição podem ter até mais de 90 mil metros quadrados e abrigar milhões de itens. Alguns têm por volta de 120 mil metros quadrados, mas em média, eles têm entre 75 e 95 mil metros quadrados. Atribuímos uma categoria aos edifícios de acordo com o tipo de estoque que contêm e distribuem – produtos grandes ou pequenos – e isso significa diferentes tipos de tecnologias, sistemas de transporte e formatos. Cada centro emprega em média por volta de 1500 trabalhadores em tempo integral.

Uma questão que toda empresa nacional ou internacional enfrenta é manter uma segurança equivalente em todas suas instalações, a pesar de estarem localizadas em diferentes jurisdições que adotam diferentes códigos e normas. Como a Amazon resolve isso?

Bem, nós sempre começamos com os códigos ou normas em uso numa determinada jurisdição para que os condados ou municípios onde operamos fiquem satisfeitos. Queremos fazer tudo o que for apropriado para o local e começar com a normativa da jurisdição é a forma correta. Além disso, temos nosso sistema padronizado de operação e tentamos configurar nossos centros de distribuição de forma a ter elementos em comum entre eles para podermos compartilhar melhores práticas e coisas que podemos aprender dum centro a outro.

Pode dar um exemplo dum centro diferente de outros devido à jurisdição onde está localizado?

A Califórnia é o exemplo obvio. O código de incêndio do estado inclui provisões para proteger as estruturas contra os terremotos. Requer, por exemplo, que a alvenaria e outros materiais de construção sejam testados para cumprir os requisitos do código. Então nossas instalações na Califórnia vão aderir a essas regras, enquanto nossas instalações em áreas que não são sísmicas não precisam fazê-lo.

Pode citar um elemento que se repete em todas as instalações independentemente da localização e baseado no sistema padronizado de operações que mencionou?

Um dos elementos padronizados em todas nossas instalações é o caminho dos empregados, que percorre todo o edifício. Asseguramos que seja muito amplo para que os trabalhadores possam circular facilmente e rapidamente através de todo o centro de distribuição – desde a entrada principal até a sala de descanso e seus postos de trabalho – e que estejam a uma distância segura de qualquer maquinaria em movimento ou outro equipamento.

Tradicionalmente, os armazéns têm sido configurados para abrigar produtos que apresentam os mesmos riscos, ou riscos similares. Nos centros de distribuição de Amazon, contudo, existe uma variedade de produtos muito grande. Como levam isso em conta na forma de proteger as instalações?

De fato temos muitos produtos diferentes nas instalações e não armazenamos produtos similares juntos. As mercadorias estão armazenadas por tamanho. Em outras palavras, você não vai encontrar todos os livros armazenados com outros livros. Na realidade, temos livros junto de telefones celulares e outros produtos pequenos. Ao guardar os produtos de forma aleatória em nossas bibliotecas, podemos otimizar o espaço cúbico e dispor de um maior estoque para satisfazer as encomendas dos clientes.

Já que nosso processo é esse, devemos alcançar um nível de segurança que seja adequado para os itens de risco mais elevado que poderiam estar presentes nas instalações. Por isso, quando configuramos um centro de distribuição, todas as alturas de prateleiras e os espaços livres (flue spaces) e os sistemas de sprinklers automáticos serão projetados e instalados de acordo com o risco mais elevado que poderia apresentar nossa mercadoria. Em outras palavras, não existem partes do edifício que tenham um sistema de supressão de incêndio menos sólido que outros.

Quais são alguns dos outros desafios da proteção dos centros de distribuição da Amazon?

Grande parte da proteção é estabelecida durante o processo de projeto e construção das instalações, então uma vez que já estão funcionando se trata principalmente de proteger as pessoas que se encontram no local. Realizamos um treinamento intensivo de nosso pessoal sobre os riscos no lugar de trabalho e temos sistemas sólidos de notificação de perigos potenciais aos empregados e à direção.

Um dos pequenos desafios que tive de enfrentar é a fricção que pode ocorrer quando tantas peças mecânicas estão em movimento nas instalações, como as correias transportadoras. Tivemos incidentes onde a fricção causou alguma produção de fumaça, mas não houve incêndios. Então é algo que devemos sempre considerar, e estamos monitorando permanentemente o equipamento em nossas instalações par garantir que não aconteçam coisas como essa.

Uma empresa do tamanho da Amazon tem seguramente a capacidade de manter brigadas de incêndio próprias. Vocês têm isso?

Não, não temos. Para nós é melhor utilizar os serviços que estão presentes nas comunidades onde nossos centros de distribuição estão localizados. Sempre que abrimos um novo centro, convidamos os departamentos locais de bombeiros e polícia a se deslocar até o local, encontrar-se com o pessoal, visitar as instalações. Para nós, construir essa relação independentemente da resposta a um incidente é muito, muito valioso. Estaremos mais cômodos em caso de incidente e eles também, já que nunca será a primeira vez que eles venham a nossa propriedade. Tudo faz parte da idéia que, independentemente do tamanho da companhia, nós consideramos que somos uma empresa local e queremos ser parte das comunidades onde operamos.

DISTRIBUIÇÃO Uma caixa avança numa correia transportadora num centro de distribuição da Amazon.com no Wisconsin

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies