Uma visão do progresso a longo prazo
      Perdeu o acesso?  

 

Artigo selecionado

Uma visão do progresso a longo prazo

Por James M. Shannon

Olhando o problema no contexto histórico, não resta dúvida que a dinâmica está do nosso lado.

Há pouco tempo encontrei um opúsculo da NFPA sobre a segurança contra incêndio nas residências publicado em 1979. Ao examiná-lo pensei em várias coisas. A primeira é a coerência das nossas mensagens ao público no decorrer dos anos. Desde o desenvolvimento de planos para a evacuação segura das casas em caso de incêndio, até dicas para cozinhar com segurança, a utilização de aquecedores portáteis, e o “stop drop and roll” (para, cai e roda), a NFPA trabalhou duro por décadas, sem interrupção, travando a luta para reduzir as mortes e os ferimentos causados pelos incêndios. Embora a perseverança seja admirável, ao olhar aquela velha publicação senti-me também um pouco desalentado.

Não deveríamos ter chegado há muito tempo ao ponto onde o público em geral compreende as regras básicas da segurança doméstica? Claro, não é assim que isso funciona. Uma das nossas principais forças como organização é a perseverança na luta. Estamos prontos a adotar uma visão de longo prazo. Percebemos que o dia onde seremos capazes de declarar uma vitória completa na nossa luta para proteger o público conta os riscos de incêndio, elétricos e outros poderá não chegar nunca, mas mesmo um progresso gradual mede-se em vidas salvas.

Mas isso não significa que não estamos conseguindo. No opúsculo de 1979, dizíamos que mais de 7800 pessoas tinham morrido em incêndios nos estados Unidos no ano anterior. De acordo com as últimas estatísticas da NFPA, em 2008 morreram 3320 pessoas em incêndios em todo o país.

Existem outros sinais muito animadores em todo o país. Num resumo de fim de ano, o Inspetor de Incêndios do estado de Massachusetts informou que o ano 2009 viu o menor número de mortes por incêndios registrado em décadas, e que a Cidade de Boston não conheceu uma morte por incêndio em todo o ano. O New York Times informou recentemente que a Cidade de Nova Iorque teve menos mortes por incêndio em 2009 que em todo o tempo desde que começaram os registros em 1915. A Cidade de Filadélfia teve menos mortes por incêndio que nunca na sua história. Ter uma visão abrangente das estatísticas nacionais do ano passado levará um pouco mais de tempo, mas temos conhecimento do mesmo tipo de progresso em todo o país. Todos nós que estamos envolvidos no combate para a segurança contra incêndio deveríamos sentir-nos animados por esses números notáveis. Isso aconteceu não graças a uma estratégia, mas por termos atacado vários aspetos do problema com dinamismo e de forma coordenada nas últimas décadas.

O enorme impulso par tornar obrigatórios os alarmes de fumaça em todas residências e a repetição constante da necessidade de garantir sua operacionalidade foi seguramente um fator significativo. Assim como o foram os programas de educação pública – especialmente onde os bombeiros fazem deles uma prioridade – que alcançam cada vez mais pessoas e mais população vulnerável. Não é possível exagerar o valor de métodos comprovados e confiáveis como o planejamento da fuga em caso de incêndio residencial. A Divisão de Educação Pública da NFPA trabalha de perto com os corpos de bombeiros em grandes áreas urbanas para encontrar novas formas de alcançar as pessoas com mensagens de segurança mais eficientes. E os cigarros à prova de incêndio começam a ter um impacto positivo.  Uma vez que a implementação foi gradual durante os últimos anos, é difícil isolar o efeito dessa mudança. Contudo, os dados das jurisdições que aprovaram a Lei há mais tempo são alentadores, e pensamos que esta será uma ferramenta poderosa na nossa luta contra as mortes por incêndio.

Esses são apenas alguns dos esforços que foram feitos para alcançar a redução neta das mortes por incêndios. É frustrante que os Estados Unidos ainda tenham um dos piores registros de mortes entre as nações industrializadas, mas é indiscutível que o ataque generalizado contra as mortes por incêndios teve um enorme efeito. Dezenas de milhares de pessoas que teriam sucumbido aos incêndios estão vivas hoje graças a esse trabalho.

Olhando para o problema no contexto histórico, só podemos concluir que a dinâmica está do nosso lado. A continuidade do progresso em direção a eliminação total das mortes por incêndio depende do nosso compromisso renovado com aquelas estratégias que trouxeram resultados tão dramáticos, e de sermos suficientemente atrevidos para aceitar desafios que pensávamos inalcançáveis.

Enquanto estou escrevendo este artigo, o estado de Califórnia adotou um requisito aplicável em todo o estado para instalação de sprinklers nas casas uni e bifamiliares, e muitos outros estados estão no processo de tomar uma ação decisiva nessa direção. O próximo passo radical da segurança contra incêndios já esta bem encaminhado.

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies