Uma nova forma de trabalhar
      Perdeu o acesso?  

 

Artigo selecionado

Uma nova forma de trabalhar

Por Kathleen H. Almand, P.E., FSFPE

newwayO trabalho contínuo de pesquisa em apoio ao processo dos códigos e norma

O trabalho contínuo de pesquisa em apoio ao processo dos códigos e normas

Todos os anos, a Fundação apresenta os resultados de muitos projetos na conferência anual da NFPA. Ao analisar o programa da Fundação para a reunião deste ano, fiquei impressionado pelo fato que a nossa carteira de projetos inclui uma série de iniciativas que representam uma nova forma de trabalhar. Já escrevi anteriormente sobre o papel emergente da inteligência coletiva como um modelo natural para uma organização como a Fundação de Pesquisa para Proteção contra Incêndios, cuja missão é apoiar o processo de desenvolvimento das normas de consenso da NFPA. Os exemplos apresentados aqui ilustram uma das muitas formas que a Fundação encontrou para aproveitar as informações, as idéias, e mesmo o trabalho árduo dos membros da comunidade da NFPA, para gerar informações que apóiem a mudança dos códigos.

O primeiro exemplo foi a reunião sobre Tendências Nacionais da Prestação de Cuidados de Saúde de Curto e Longo Prazo, realizada em conjunto com a NFPA em julho passado. Esse evento reuniu não só peritos da segurança contra incêndio em estabelecimentos hospitalares, como também a comunidade dos cuidados de saúde nas instituições de longa permanência, um grupo que até o último ciclo de mudança dos códigos não tinha interatuado muito conosco. No evento se apresentaram muitos dados e fatos sobre as necessidades atuais e futuras desses novos modelos emergentes de cuidados de saúde de curto e longo prazo. Os desafios da segurança contra incêndio são evidentes, e o relatório da reunião apresenta algumas propostas de abordagens para o Código de Proteção da Vida e outros documentos relacionados da NFPA. A próxima conferência da NFPA inclui uma sessão de educação sobre esse tema, em 13 de junho.

Em março, realizamos o Seminário sobre Desafios da Proteção contra Incêndio em Centros de Telecomunicação e Informação. Esse seminário se concentrou nas novas estratégias de controlo e contenção do movimento do ar, que surgem para enfrentar os desafios de gestão térmica nesses centros de alta capacidade. Os sistemas de proteção contra Incêndio e os códigos e normas que lidam com eles evoluem rapidamente para enfrentar esse desafio. O seminário lida com diferentes cenários específicos e conceitos relevantes e inovadores sobre a proteção contra incêndios, que terão um impacto direto nas normas da NFPA, incluindo a NFPA 75, Proteção do Equipamento de Tecnologia de Informação, e a NFPA 76, Proteção contra Incêndio de Instalações de Telecomunicações.

Os eventos sobre cuidados de saúde e telecomunicações, que se caracterizaram ambos por uma pesquisa e preparação cuidadosas e muitas horas dedicadas a um assunto complexo, são exemplos daquilo que um grupo de pessoas interessadas e dedicadas pode realizar, além daquilo que acontece cada dia nas reuniões dos comitês técnicos

Por último, o projeto da Fundação sobre coeficientes de perda por fricção em mangueiras de incêndio fornece um exemplo diferente de esforço coletivo que gera informações em apoio a mudança do código. Embora esse projeto possa parecer um simples exercício de consulta de tabelas, a realidade é que a perda por fricção nas mangueiras de incêndio modernas é função de diferentes fatores que só podem ser avaliados no terreno. Esse projeto reuniu um número considerável de fabricantes e de corpos de bombeiros, que juntos realizaram um conjunto abrangente de testes de campo sobre os materiais das mangueiras para atualizar as normas da NFPA. O esforço dos voluntários reduziu em dez vezes o custo do projeto e garantiu que todos os fatores relevantes da utilização no terreno fossem considerados. Em 12 de junho, realizar-se-á uma sessão de educação sobre esse tópico.

Se definirmos um projeto de pesquisa da Fundação como um projeto que segue nossos procedimentos cuidadosamente desenvolvidos de elaboração das normas, pelo menos duas dessas iniciativas não correspondem a esse modelo. Contudo, se o definirmos como um projeto que produz dados e informações em apoio às necessidades dos comitês que desenvolvem os códigos e normas da NFPA, então os três são excelentes exemplos. Espero que os projetos da Fundação continuem a evoluir no sentido das necessidades desses comitês com uma combinação de tipos de projetos, que melhor apóia nossa missão.

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.

Atualizamos nossa política de privacidade, que inclui como são recolhidos, tratados e usados os seus dados pessoais. Ao usar este site, você aceita esta política e o uso de cookies