O câncer, de perto
      Perdeu o acesso?  

 

Artigo selecionado

O câncer, de perto

Por GREGORY B. CADE

Cancer upclose

Uma série de novas iniciativas enfoca o problema do câncer que afeta os bombeiros

Quando comecei minha carreira de bombeiro nos anos 1960, nosso conhecimento dos riscos de saúde derivados da exposição a potenciais carcinógenos era virtualmente inexistente. O uso do equipamento autônomo de respiração era opcional, supondo que estivesse disponível. A utilização de equipamento de proteção individual dava seus primeiros passos e nunca se falava de descontaminação.

Em 2005, uma tomografia detectou uma massa do lado direito da minha tiroide e fui submetido à cirurgia para remover parte da tiroide. Apesar do uso diário de medicamentos e das visitas regulares ao endocrinólogo, uma massa se desenvolveu do lado esquerdo da tiroide, que estamos vigiando. Penso que existem grandes probabilidades que o meu câncer esteja relacionado à exposição que sofri nos meus 38 anos de combate a incêndios.

Até pouco tempo atrás, poucos estudos abrangentes analisavam o impacto dos carcinógenos sobre a saúde dos bombeiros. Vários estudos epidemiológicos recentes mostram que os bombeiros correm maiores riscos de contrair diferentes cânceres específicos. Em 2010, o Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional lançou o mais abrangente desses esforços, um estudo plurianual que seguiu 30.000 bombeiros em serviço ou aposentados em Chicago, Filadélfia e São Francisco. O estudo evidenciou “um aumento das provas epidemiológicas que relacionam a exposição durante o combate ao incêndio com diferentes formas de câncer, incluindo os que afetam o cérebro, o trato digestivo, o trato gastrourinário e os sistemas linfohematopoiéticos e respiratórios.”

O governo lançou iniciativas para lidar com o problema. Um relatório oficial preparado pelo Inter Agency Board (IAB), dirigido aos fabricantes e as agências que desenvolvem códigos e normas, contém sete recomendações que fazem referência a numerosos códigos e normas da NFPA. As recomendações incluem uma maior adesão a NFPA 1582, Comprehensive Occupational Medical Program for Fire Departments. O IAB sugere, também, que as partes interessadas explorem melhores desenhos para o equipamento de proteção individual (EPI) dos bombeiros de forma a reduzir a exposição aos carginógenos, o que poderia ter um impacto na NFPA 1971, Conjuntos de Proteção para Combate ao incêndio Estrutural e de Proximidade. O relatório do IAB sublinha também a necessidade de um maior enfoque na educação dos bombeiros, dos empregadores e dos provedores de serviços de saúde.

Em fevereiro, uma proposta de lei bipartidária, a H.R.4625, foi introduzida na Casa de Representantes para criar um registro voluntário de casos de cancros que afetam bombeiros. Uma lei similar, a S.2799, foi introduzida no senado em abril. Um registro nos permitiria começar a coletar dados básicos que poderiam ajudar a definir melhor o problema e poderia também fornecer maior quantidade e qualidade de dados que os pesquisadores poderiam utilizar para futuros estudos. A iniciativa do Presidente Obama, “Cancer Moonshot”, discutida durante seu discurso sobre o estado da união, ampliará o esforço facilitando o acesso da comunidade científica a pesquisas patrocinadas pelo governo, acelerando dessa forma a transferência de informação sobre o câncer.

Em junho, o presidente assinou uma lei que atualizará o Toxic Substance Control Act – uma lista de químicos tóxicos que não tinha sido atualizada em 40 anos. A Agência de Proteção do Ambiente começará agora a analisar as substâncias tóxicas relacionadas ao câncer. Um resultado potencial será a redução da utilização de químicos cancerígenos empregados em produtos domésticos que os bombeiros encontram durante os incêndios.

Tudo isso é positivo. Á medida que dados melhores produzem mais pesquisa e nova informação, os comitês da NFPA podem também rever e atualizar as normas para o EPI, os exames médicos e a formação para proteger melhor os socorristas.       

GREGORY B. CADE é diretor do Departamento de Assuntos Governamentais da NFPA. Fotografia: Shutterstock

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.