Utilização das normas NFPA na Argentina
      Perdeu o acesso?  

 

NFPA, Desenvolvo & Adoção de Regulamento

Utilização das normas NFPA na Argentina

Por Eduardo D. Álvarez, P.E., SFPE

Primeiras qualificações pela norma IRAM 3501

Nos últimos anos, em diferentes encontros da NFPA, foi sempre ressaltada uma idéia surgida na Câmara Argentina de Segurança que buscava resolver um problema comum a toda a América Latina: instalações que, ainda que aparentemente executadas corretamente, não apresentam as condições necessárias de proteção contra incêndios.

A indústria, comércio e órgãos governamentais têm sofrido, ao longo do tempo, prejuízos causados por incêndios e explosões que acarretam lamentáveis efeitos sobre a vida e o patrimônio.

A ciência e a tecnologia, buscando reduzir ou eliminar completamente esses prejuízos, oferecem inúmeras soluções de proteção contra incêndio, cuja complexidade exige profundos conhecimentos para a realização do projeto, cálculo, instalação e partida. As exigências dessas instalações constam de especificações escritas para o usuário ou proprietário da instalação, mas isso por si só não pode garantir a eficiência das instalações.

Considerando que existem normas que podem ser usadas como referência, e que definem detalhadamente como devem funcionar as instalações a fim de oferecer um razoável nível de segurança, decidiu-se pela preparação da norma IRAM 3501. Esta norma estabelece a metodologia que permite garantir, mediante a emissão de um Certificado de Conformidade, que uma instalação de proteção contra incêndios cumpre com os requisitos exigidos pelas normas de referência.

O processo de certificação descrito na IRAM 3501 culmina com a emissão do Certificado de Conformidade, que dá aos proprietários e usuários do sistema um alto grau de confiança em relação ao sistema de proteção contra incêndios.

As normas de referência utilizadas pela IRAM 3501 para o processo de certificação de instalações são as normas e códigos da NFPA aplicáveis à instalação em questão. Obviamente, a IRAM 3501 não pretende evitar o uso de outras normas de projeto ou instalação, desde as exigências superem ou complementem aqueles exigidos pelas normas NFPA.

A primeiras qualificações
No último dia 4 de novembro, o Instituto Argentino de Normalização (IRAM) entregou os certificados de qualificação aos primeiros projetistas e instaladores que cumpriram as exigências fixadas pela norma. Três empresas receberam a acreditação como Projetista e Instalador Qualificado 3501, como reflexo de seus esforços em aplicar normas reconhecidas internacionalmente em projetos de sistemas de proteção contra incêndio.

EDAR ENGENHARIA, subsidiária da International Fire Safety Consulting, KIDDE ARGENTINA e o Engenheiro.G. Erkekdjián, receberam a acreditação ....

O processo de certificação
A certificação de uma instalação contra incêndios é um processo de várias etapas, ao final do qual se emite um Certificado de Conformidade da instalação, indicando que esta foi realizada de acordo com as normas de projeto, execução, montagem, colocação em operação e testes de funcionamento. O Certificado é individual e específico para cada instalação, que é fiscalizada durante as etapas de projeto, montagem e colocação em serviço por auditores credenciados especialmente para esta função.

As instalações contra incêndios nas quais a Norma IRAM 3501 é aplicável são aquelas que têm por objetivo detectar um foco de incêndio em seu início ou que cumprem uma ação que tenha por objetivo reduzir, controlar ou mitigar os efeitos do fogo, tal como descarregar um agente extintor, alertar os ocupantes de um edifício, controlar o movimento de fumaça ou sinalizar as vias de escape.

À medida que esse processo de certificação de instalações se generalize haverá uma melhoria da qualidade dos processos, produtos e serviços oferecidos ao mercado das instalações contra incêndios.

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.