Certificação de Competência
      Perdeu o acesso?  

 

NFPA, Desenvolvo & Adoção de Regulamento

Certificação de Competência

Por Dean K. Wilson

A NFPA junta-se ao crescente número de organizações profissionais que oferecem programas de certificação.

Um número cada vez maior de usuários de serviços de qualquer natureza deseja ter uma comprovação de que um determinado profissional está qualificado para prestar esses serviços. Por isso, muitos grupos comerciais e associações técnicas, que tradicionalmente ofereciam programas de desenvolvimento profissional, passaram a oferecer seus próprios programas de certificação para melhorar a qualificação profissional de seus associados, utilizando material didático para instrução programada, seminários e treinamentos via computador e Internet.

Esses programas estão fazendo sucesso? Basta uma simples busca na Internet para encontrarmos centenas de opções com a palavra "Certificação", comprovando que cada vez mais as associações profissionais estão oferecendo programas de certificação.

Embora apresentem grande variedade em termos de complexidade e participação, muitos programas de certificação se tornaram, na prática, padrões industriais. Não faz muito tempo que bastava uma licença da Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos EUA para atestar a qualificação de um engenheiro para trabalhar com transmissores de rádio ou TV. Hoje, um programa de certificação rigoroso, patrocinado pela Sociedade dos Engenheiros em Radiodifusão e TV dos Estados Unidos, tornou-se a norma de qualificação padrão do setor naquele país.

Atendendo as necessidades dos associados
A NFPA se uniu ao movimento pela certificação e passou a oferecer uma variada gama de programas, produtos e serviços a seus associados, buscando elevar o grau de conhecimento técnico dos que trabalham na área de proteção contra incêndio. Um desses programas, elaborado conjuntamente com a Certified Fire Protection Specialists Board, CFPS (Câmara de Especialistas Certificados em Proteção Contra Incêndio), dá a quem trabalha na área a oportunidade de tornar-se um especialista certificado e credenciado em proteção contra incêndio.
Em 1971, a Câmara começou a estabelecer requisitos mínimos de qualificação e a oferecer reconhecimento profissional a pessoas das áreas de proteção, prevenção e tecnologia de extinção de incêndios. Nos últimos 29 anos, a Câmara concedeu a credencial CFPS a mais de 1.000 profissionais do setor. Esse grupo de profissionais inclui gerentes de riscos, inspetores de riscos, especialistas em controle de perdas, bombeiros e técnicos de segurança. Assim como em outros programas de certificação bem estruturados, o CFPS combina teoria e experiência prática, permitindo que as pessoas que aplicam em seu dia-a-dia os conceitos de proteção e prevenção contra incêndio sejam reconhecidas profissionalmente. O programa cresceu drasticamente a partir do momento em que a Câmara CFPS se uniu à NFPA para administrar o programa.

Quem pode participar?
Para participar no programa CFPS, exige-se um diploma em Engenharia, Engenharia de Proteção contra Incêndio, Química aplicada à Tecnologia de Incêndio ou outra área correlata, além de pelo menos dois anos de experiência profissional comprovada em proteção contra incêndio. O candidato pode ser também Tecnólogo em Proteção contra Incêndio ou outra disciplina correlata, com no mínimo quatro anos comprovados de experiência em proteção contra incêndio. Pessoas com o 2o grau completo e que tenham pelo menos seis anos de experiência comprovada em proteção contra incêndio também podem se qualificar para o exame de certificação.

O exame de certificação é baseado na 18a edição do Fire Protection Handbook (Manual de Proteção contra Incêndio) da NFPA. Tem duração de três horas e consiste de 100 questões de múltipla escolha sobre uma variedade de temas de proteção e prevenção contra incêndio. É oferecido em várias regiões dos Estados Unidos e a NFPA pode também realizá-lo em datas especiais para grupos de candidatos de uma mesma empresa ou região.

Para que a certificação seja revalidada após três anos da realização do exame, os profissionais devem fornecer evidências de desenvolvimento profissional permanente ao longo desse período. Isso pode ser feito por meio de um formulário onde são descritas as atividades profissionais, participação em seminários e conferências, contribuições para revistas profissionais, associação a organizações profissionais da área e outras certificações ou qualificações pertinentes.

A Câmara CFPS é um órgão autônomo eleito pelos possuidores dessa certificação. Isso permite que o programa mantenha um alto padrão de qualidade e ao mesmo tempo permaneça aberto aos avanços tecnológicos e científicos. Essa valiosa certificação beneficia tanto empregadores quanto profissionais da área de proteção contra incêndio.

A NFPA promoveu cursos de preparação para CFPS durante as edições de 2000 e 2001 do World Fire Safety Congress and Exposition realizadas respectivamente em Denver, no Colorado e em Anaheim, na Califórnia. Esses cursos introdutórios têm a duração de dois dias e oferecem informações pertinentes que auxiliam os candidatos a enfrentar o exame. Os candidatos também se familiarizam com o Fire Protection Handbook da NFPA, que é a base do teste.

Dean K. Wilson é Engenheiro Profissional (PE) de Proteção contra Incêndio e Especialista Certificado em Proteção contra Incêndio. Ele ocupa o cargo de engenheiro sênior na Hughes Associates

Share

nós

Quem nós Somos

A National Fire Protection Association (NFPA) é a fonte dos códigos e normas que regem a indústria de proteção contra incêndios e segurança da vida.